Nas marés lunares dos ancestrais

Dia 22 de Fevereiro de 2021. Sol em Peixes, Lua em Câncer, fase lunar: crescente.

Cada prática com a Magia Planetária nos leva a iniciações mais profundas na esfera correspondente. É como se o Arcanjo, que é o guardião da esfera, nos convidasse pra ir mais adentro dos mistérios desta energia, mistérios quase que infinitos. E a Lua tem muitos mistérios, que atraem os olhos de boa parte da humanidade. Logo, iríamos receber visitas no rito, porém diferente do trabalho de Mercúrio, seriam visitas muito interessantes.

Comungamos da Santa Maria, e logo a força se apresentou muito intensa. Mesmo fazendo o uso da mesma erva, é difícil precisar como os encantos se mostrarão de cada vez. Quando se aprende a trabalhar com alteradores, se aprende que cada vez tem seu segredo. Logo de início, já temos a sensação de estarmos em contato com uma realidade paralela, o que me faz pensar que já nos conectamos a esfera da Lua antes de iniciarmos o trabalho, algo que acontece. O rito é na verdade uma confirmação de um processo magístico que se inicia muito antes do ritual. Quando estamos sintonizados, já sentimos a magia no ar bem antes.

Desta vez, intensifiquei os protocolos de segurança, tanto logística quanto espiritual, para prevenir qualquer tipo de visita inesperada. O ambiente do templo estava imerso numa suave penumbra espiritual. Enquanto realizo as conjurações, sinto cada vez mais as marés lunares em minha percepção espiritual expandida pela erva. Sempre que entro na Lua, sinto como se tivesse dentro de uma grande piscina energética, que se contrai até um ponto minúsculo que contem todas as coisas… mas que depois começa a crescer e expandir, e tomar todo o templo. E não foi diferente nesta noite. A sensação lembra quando estamos dentro do mar, com as marés passando pelo nosso corpo.

Após todas as conjurações, entramos em meditação. Olho para o cristal de obsidiana, relaxando os olhos para me conectar aos ensinos que podem vir do alto. E de repente, começo a ver pessoas atrás de mim, e atrás dos participantes do rito. De repente, me vem a súbita compreensão de que eram ancestrais dos participantes. Pude ver inclusive alguns que conheci em vida. Fico emocionado com a vivência, e entendo que sendo a Lua a esfera mais próxima do nosso Malkuth, nosso plano dos 4 elementos, ela pode ser usada para contactar com ancestrais. Uma grande e valiosa informação. Agradeço mentalmente a presença de todos que ali estão, para depois ver todos sumirem na prateada penumbra lunar.

De repente, ainda realizando Scrying, sinto que o templo agora é como uma nave, que está cruzando o plano astral. Percebo então que cada uma das esferas planetárias tem seu próprio universo em particular, e que podemos ter acesso a diversos templos astrais enquanto realizamos tais trabalhos. Percebo então como se “acoplássemos” em um lugar de paredes vermelho-escuro, com detalhes em lindos vitrais nestas janelas, de cores impossíveis de serem descritas. Um súbito movimento de seres começa a acontecer, seres de energia escura, mas a sensitividade aponta que são inteligências lunares benéficas. Fico menos alerta, e estes seres adentram o templo em um movimento espiral, começando do chão e subindo, e rapidamente desaparecem, e percebo uma movimentação energética a nosso favor sendo realizada. Sinto-me abençoado e purificado por tais manifestações, e meu plano emocional encontra-se mais harmônico.

Peço, com muita deferência, que o Arcanjo Gabriel possa trazer bênçãos lunares para todos que pertencem ao grupo de estudos que estamos realizando no Telegram, harmonizando o plano emocional de todos. Então, a maré lunar que estava sentindo desde o começo muda de movimento, e uma prateada chuva de energia começa a cair em cima do cristal, e percebo toda essa energia sendo canalizada para todos aqueles com preparo e entendimento para receber essa manipulação. Peço também por aqueles que vivem comigo.

Com a Lua domiciliada em Câncer, percebo que este foi um trabalho extremamente sensível, acolhedor e ainda nos brindou com várias presenças. Foi um daqueles trabalhos onde a lágrima quase escorre, pela emoção de poder realizar este cruzamento de forças. Poder ter acesso a estes encantos da Cannabis potencializando as experiências místicas da Magia Planetária tem sido um presente mui honrável. De alma leve, e coração pleno, agradeço e me despeço das forças que aqui estiveram.

Música: Daydreaming, de Radiohead

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s