Os frutos do templo

🏦 Ez 47, 12

Ao longo da torrente, em cada uma de suas margens, crescerão árvores frutíferas de toda espécie, e sua folhagem não murchará, e não cessarão jamais de dar frutos: todos os meses frutos novos, porque essas águas vêm do santuário. Seus frutos serão comestíveis e suas folhas servirão de remédio”

🗡️ O templo tem a função de agregar para produzir frutos. Há câmaras mais internas para os iniciados, conforme o grau de compromisso, e mais externas para neófitos, de modo que o conjunto seja fruto e folha, alimento e remédio, e que todos possam livremente compor o organismo vivo. Corromper essa estrutura de modo a excluir, a criar uma competição, a focar na dualidade e não nas várias matizes coloridas ali presentes, é destruir todo o propósito templário. É sempre importante questionar pelas razões verdadeiras de se adentrar o templo.

🕊️ Malone

Música: Non Nobis Domine, Orquestra Filarmônica da cidade de Praga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s