Flores e Pedras



No meio do caminho haviam pedras, mas brotaram flores.
Com minhas pedras inflexíveis calço meus caminhos, minha estrada.
Mas permito que cresçam flores entre elas, mesmo que esconda a estrada.
A estrada em si seria mais estrada sem as flores.
As flores seriam mais flores sem pedras, num jardim.
Mas essa é a minha estrada, minhas pedras e minhas flores.
E nunca foram minhas. Não mais agora que já passei por ali.
São minhas as lembranças, enquanto eu puder saber da estrada e das flores.
São minhas enquanto eu caminho na lembrança.
Mas eu sigo em outras estradas, e me abro a outras flores, e pedras no caminho, andando.

Malone

Música: Walking in my Shoes, Depeche Mode.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s