ACERCA DO NADA

Um corpo sadio
é feito de vazios.

Imagine uma árvore
se de folha fosse

ou se permanecesse
                          vento,

enquanto pólen!

Porque pássaro voando
é um transbordar de céu.

E carne,
amontoado apenas
de terra molhada.

O certo
é que não somos

nada:

às vezes
um riacho se escorrendo
duma nuvem.

ou a própria nuvem
quando ausente de palavras.

C.S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s