CONJURA – PORTAIS

As palavras dançam
nu’a ciranda torta:
lemniscata – O meu chapéu.

Cochicham chaves
de diversas portas.

Ponto a ponto
de inferno à céu.

Obedece a cifra
que me fende as costas

e a estrela
que me brilha a testa:

Abre a senda
que precede a fresta.

Co’a ponta flamejante
do punhal.

C.S.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s