Nox et Lux

🌑 Jo 3,19

… a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz…

🌕 Somos receptores da luz divina, somos totalmente sombra, o contrário do sumo bem, na dualidade que nasce do um, somos o polo oposto. Não há como negar que nossa natureza na dualidade é essa, mas não há como olvidar que nossa origem é una. Temos a centelha divina em nós, partimos de lá, do ódio que diabolicamente dividiu e separou, nos recordamos do amor que simbolicamente reúne e reconcilia. É o amor às trevas que recorda que amar reúne e então nos faz voltarmos ao desejo da luz. Não há dualidade, nunca houve, sempre fomos um com o todo, transcender isso é chave para o caminho de retorno. Ouve!

👂🏼 Malone

Música: Hymnus Matutinus: 1 Nox, et Lux, Nancy Wertsch, New York Virtuoso Singers.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s