Salve Jorge!

Minhas honras àquele que defende

Do erro e da maldade, do que afoga

Com sua espada em punho sempre atende

Com o corte seco e limpo faz a poda


Sou grato por ter me visitado

E com tantas histórias e ensinos

Os segredos da vida me contado

Me mostrado caminhos, destinos.


Salve Jorge, hail Ogum, meu amigo

Que com minha espada dançou

Cortando o ar, o pensamento, eu digo,

A lidar mais com a emoção, com quem sou.


A família, a forja, o fogo

Ser estável sem o ritmo perder

Saber ser grato pelo que tenho em jogo

Mas sem perder de vista o que adiante vou querer.


Sou assim forjado dia a dia

Cascas caem na marreta e bigorna

Aprendo a cortar o que não me servia

E a moldar a armadura que me adorna.


Salve Jorge, hail Ogum, meu abrigo

Que com meu athame contou

Sua história de vida, de tempo antigo

E o meu futuro com graça abençoou


Rendo as minhas homenagens, ogunhê!

E com gratidão acendo a vela rubra

Sou feliz por ter na vida Vossa Mercê!

E peço que com sua proteção me cubra.


🐲 Malone

Música: Alma de Guerreiro, Seu Jorge.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s