Opus

👨‍🔧 Sl 127/128 – Do trabalho de tuas mãos hás de viver, serás feliz, tudo irá bem!

👔 O trabalho não tem como objetivo unicamente a contraprestação pecuniária, ou as vantagens sociais de utilidade. Comer o pão por meio do suor oriundo do trabalho, é lição imprescindível da vida madura. A partir do momento que nos damos conta de nossa responsabilidade em relação a nós mesmos, em nosso autocuidado, percebemos que o labor nada mais é que o processo de auto lapidação, o esforço que nos evoca o senso de vitória sobre nós mesmos. A contraprestação pelo trabalho é a materialização concreta e visível desse esforço e por isso não pode ser de modo algum negado, mitigado, atrasado ou preterido. A troca justa fecha o ciclo dessa lapidação.

🥖 Malone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s