Revelar

Vem a noite, o dia entardecendo

Vai a luz o cansaço domina

O calor se esvai, o frio tremendo

A lua surge em sua aura feminina;


O inverno se aproxima dia a dia

O verão diminui, noite a noite

As verdades dão lugar às dúvidas frias

Os questionamentos são duros açoites.


Vou me despindo de minhas roupas

Meu banho espera, a limpeza de alma

A mente se lava, retira casca, poupa

Os sentimentos afloram despidos, calma!


Me deito e agradeço, estou pronto à morte

O amor me acordará, com esperança, assim penso,

Sou fraco e sensível e por isso sou forte

Reconheço meu amor transbordante, intenso.


Me cubro em meu leito, a jornada é finda.

As agruras me mostram a verdade crua

A vida é a viagem, o trajeto, linda

Os sonhos descobrem minha alma e a sua.


Malone

No grupo do telegram em t.me/frater_malone tem sarau de poesias toda quarta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s